27 de set de 2010

PAI NOSSO- PADRE MARCELO ROSSI



O vídeo, com as palavras e a música, mais lindo que eu já vi...

BRASIL NOSSA PÁTRIA, NOSSA MISSÃO

Mais uma vez estamos prestes a decidir quem irá representar o povo brasileiro. Dias antes de irmos às urnas, as campanhas eleitorais ganham forças não poupando seus comentários, acusações e falta de ética com o eleitor brasileiro. Campanhas políticas cada vez mais interessadas em se auto-promoverem não medem esforços para atingir seus objetivos, passando, assim, por cima dos direitos daqueles que irão lhes eleger no qual o lema é: para que esclarecer já que podemos confundir. E é neste vai e vem e empurra e empurra que o povo brasileiro simplesmente entra no embalo.
Em pleno século 21 ainda nos fazem acreditar que existe um Deus que pune, mesmo que os ensinamentos de Jesus sejam de perdão e amor ao próximo. Com isso, acreditamos que é melhor castigar do que prevenir... “nasceu assim, morre assim”, sendo que esta é a desculpa esfarrapada em defesa da personalidade. Admitimos claramente que não temos condições de mudar porque somos dessa ou daquela maneira, porém exigimos mudanças da parte daqueles que irão governar o Brasil nos próximos quatro anos.
"Eduquem as crianças e não será preciso castigar os homens”, já nos advertia Pitágoras (Séc. VI A.C). Mas parece que ainda insistimos em não aprender a lição e enquanto isso a culpa sempre é do “outro”, o qual julgamos cheio de defeitos e que supomos conhecer tão bem.
Queremos mudanças, mas será que estamos colaborando para elas acontecerem, ou somos só daqueles que está sentado em uma poltrona com a boca escancarada cheia de dentes esperando a “morte” chegar? Quantos de nós estamos realmente fazendo a nossa parte? Quantos de nós estamos usando os nossos “talentos” e colocando as mãos na charrua para assumir a nossa missão? Missão de todos nós...
Até parece que Mahatma Gandhi já estava prevendo ao imortalizar as frases: “Sejamos a mudança que queremos no mundo", pois “O futuro dependerá daquilo que fazemos no presente”. O foco deve estar voltado para dentro, e não para fora, pois, se almejamos alguma mudança, então que esta desperte primeiramente em nós.
Quando descobrirmos que temos o poder de escolha e que somente de mãos unidas faremos a diferença para um futuro melhor, então compreenderemos a grandeza das palavras do Cristo quando nos disse... “Conheceis a Verdade e esta Vos Libertará”. Façamos a nossa parte, porém assumindo o nosso papel de colaborador da sociedade e não transferindo o direito de educar e prevenir para fora de nós.
Deixo aqui para nossa reflexão a feliz frase que Raul Teixeira dá em resposta a uma entrevista durante o 3º Congresso Espírita Brasileiro realizado em Abril de 2010... “Não se terá jamais bom político, enquanto não se tiver boa criatura. De modo que é muito importante para a Doutrina Espírita o trabalho da educação ética desde criança, desde as fases iniciais da criatura.” E completa Divaldo Pereira Franco “A nova ética, é a mesma ética de Jesus Cristo, a ética do amor, do respeito pela vida, do respeito por si mesmo e pela natureza.”



Muita paz a todos.
José Antonio da Cruz. Catanduva, 25-09-2010


Referências:
Pitágoras - http://pt.wikipedia.org/wiki/Pit%C3%A1goras
Mahatma Gandhi - http://pt.wikipedia.org/wiki/Mahatma_Gandhi
Jesus – http://pt.wikipedia.org/wiki/Jesus
Evangelho de João – Cap. 8, v. 32 a 33
Raul Teixeira - http://www.raulteixeira.com/biografia.php
Divaldo Pereira Franco - http://www.divaldofranco.com/biografia.php

24 de set de 2010

PRESENTES



Presente de um presente...


Ao olhar este título o amigo leitor poderá se questionar qual a relação de presentes com o objetivo deste blog. Pois é meu amigo, tem muita relação se você olhar um presente sem os olhos do materialismo...

Ganhar presentes é sempre muito bom. No meu caso, dar presentes também é muito bom...eu, particularmente, fico muito feliz quando ganho, mas fico mais feliz ainda de presentar alguém...Um perfume, uma jóia, uma roupa, um chocolate...ahhh são tantas coisas que podemos presentear e ser presenteados né...

Mas aqui eu não quero falar sobre estes "tipos" de presentes. Aqui eu quero falar sobre presentes bem mais profundos e essenciais na nossa vida...Considere o nosso primeiro presente o dom da vida e agradeça ao Mestre pela oportunidade de estarmos aqui. Em seguida, agradeça a Ele pela família que nos acolhe, pelo emprego que nos sustenta, pela casa que nos abriga. Agradeça, inclusive, pela comida e pela água que sustentam nosso corpo material. Agradeça a Ele pelo corpo perfeito, e pelo imperfeito também. Agradeça as dificuldades, os presentes mais amargos talvez, mas também os mais frutíferos. Ahhh, são tantas coisas que devemos agradecer por sermos presenteados diariamente pela Sabedoria Divina...

Mas não se esqueça, de forma alguma e em tempo algum, de agradecer a Ele por ter dado, junto de todos esses presentes, os seus amigos...aqueles seres que acima e antes de qualquer coisa são seus amigos. Aqui, estou falando de amigos da alma, aqueles que realmente se gostam. Aqueles que sentem  como estamos com um simples "oi". Aqueles que por mais cansados que estão têm tempo para ouvir as nossas chatices. Aqueles que não precisam dizer nada, pois um simples abraço diz tudo. Aqueles que se lembram de perguntar "como vc está?" ou "vc esta precisando de alguma coisa"? Aqueles que deixam de fazer algo por si, para fazer pelo outro. Aquele que ri junto, chora junto, levanta junto, aprende junto. Aquele que você sente saudades quando esta longe e sente que o tempo paralisa quando esta perto. Aquele que ajuda a enfrentar os bloqueios e enxergar um novo futuro. Aquele que manda uma flor por sentir, à distância, que tudo que você precisava naquele exato momento era uma demonstração de  amizade, de carinho, de atenção, de amor, de confiança...

A flor no início deste post foi um presente de um amigo. Foi a flor mais bela que eu já ganhei, pois foi a flor dada com a maior sinceridade que eu já pude sentir. Foi a flor mais cheirosa, pois ela passou pelos jardins do coração. Foi a flor mais iluminada, pois ela foi regada pela luz do amor. Foi a flor mais colorida, pois ela germinou com boas vibrações. Foi o presente mais lindo que já ganhei...pois foi o mais simples, o mais fácil, o mais humilde, o mais comovente, o mais generoso, o mais sincero...Esta flor foi um presente de um presente.

Sabe meus amigos, muitas vezes passamos muito tempo nos focando nas coisas que não temos, que não podemos ter e que vivemos em busca e acabamos por nos esquecer de valorizar uma amizade, algo tão importante e essencial nas nossas vidas.

E nos esquecemos também de valorizar os pequeninos presentes de todos os dias...o ar que respiramos, o sol que ilumina a nossa manha, o vento que balança nossos cabelos, o pássaro que enche nossos ouvidos com belas melodias, o cachorro que nos sorri carinhosamente, a lua que nos faz sonhar...e uma flor que exala compaixão.

São todos estes presentes, juntos, que tornam nossas vidas melhores. São todos estes presentes que nos fazem caminhar e nos dão força para lutar. São presentes deste tipo que nos fazem crer que a vida realmente vale a pena. São presentes de presentes que nos fazem voltar a sorrir e a acreditar no ser humano...

Ao meu amigo Zé, meu muito obrigado pelo lindo presente. Primeiro, pelo presente da sua amizade e, segundo, por esta flor tão linda. As palavras têm poder sim, eu acredito muito nisso, mas um presente "deste tipo" tem muito mais. Assim como as palavras, uma imagem, melhor ainda se for em forma de presente, também pode tocar um coração, também pode mostrar um novo caminho. E foi exatamente isso que aconteceu com o seu presente...Que Deus te ilumine hoje e sempre. Obrigada pela sincera amizade e por ser um presente constante nos meus dias...

ANGEL - SARAH MCLACHLAN

19 de set de 2010

NUM FINAL DE RELACIONAMENTO, A MELHOR FORMA DE DEFESA NÃO É O ATAQUE!

No post anterior eu coloquei uma mensagem linda (ao meus ver) sobre lesões afetivas. Hoje quero escrever um pouquinho de um tema relacionado a este assunto sobre a minha ótica...

Nenhum final de relacionamento é fácil. Seja o relacionamento de um dia, seja de um mês, seja de 10 anos. E na maior parte das vezes o que observamos são os ataques constantes um contra o outro. É a ciclana falando que o fulano fez isso, aquilo, aquilo e aquilo outro. É o fulano falando que a ciclana fez isso, aquilo, aquilo e mais aquilo outro. E também ambos deixaram de fazer algo. Destaca-se somente os problemas e os defeitos de cada um e do relacionamento. E a cada ataque um novo ataque disfarçado de defesa.

Englobariamos aqui os ataques, e defesas, através de palavras, atitudes, pensamentos e sentimentos, sendo que todos, invariavelmente, se encaixam na corrente de más vibrações...

Para tanto, colocamos uma situação hipotetica: Maria namorou João e depois de algum tempo viu que não deu certo e se separaram. Isso é absolutamente normal nos dias hoje, apesar de eu não considerar isso uma coisa boa (como está escrito no post anterior, não comece um relacionamento a dois se você não tem a intenção de continuar). Até então, era meu amor para cá, meu benzinho para lá, te gosto daqui, te quero para lá. Mas foi só a "coisa" terminar que tudo mudou...e aquela sintonia e aquela troca de bons fluidos evapora.

E o meu amor se torna a galinha. E o benzinho se torna o canalha. E o eu te gosto e te quero, se tornam suma da minha vida!E começa o ataque de um lado, ataque do outro, ataque novamente e assim sucessivamente até que...até que um dos dois desista, até que um dos dois cometa um ato mais sério, até que um consiga destruir a vida do outro e assim por muitos e muitos fatos. E ambos dizendo que estão apenas de defendendo...

Agora vejamos por outro lado, mais dificil, sem dúvida nenhuma, mas bem menos doloroso para ambos...Se o benzinho te chamou de galinha, procure entender os motivos dele ter pensado isso de você. Talvez a magoa dele de nao estar com você seja tanta, que a única forma de expressar isso é falando tal palavra. Se o amor te chamou de canalha, perdoe-a, pois talvez ela possa ter visto um sonho se desmorar e não sabe ter outra atitude a não ser xingar...

Mas, se cada qual fizer o mínimo para não atacar o outro, por maior que seja a dor, por maior que seja a mágoa, por maior que seja a raiva, por maior que seja a desilusão, estaremos dando um grande passo na nossa própria evolução. A Lei de talião (olho por olho, dente por dente) pregada por Moisés (diga-se de passagem que para dominar seres humanos mais ignorantes) já não existe mais e o que Jesus prega é que amemos uns aos outros como a nós mesmos...e eu acrescento: respeitemos uns aos outros como a  nós mesmos.

Se num final de relacionamento cada qual tiver resignação e souber aprender com a própria dor e a situação em si, sem agredir e nem maldizer seu antigo parceiro, estaremos  seguindo os ensinamentos de Jesus e estaremos, com toda certeza desse mundo, numa paz relativa e inabalável. Procure guardar as coisas de bom que aconteceram entre o casal. Guarde os momentos de alegria e prazer, guarde os bons carinhos, guarde as palavras bonitas...e jogue no lixo o que é do lixo!

Lembre-se sempre, cada qual enxerga com os olhos que tem. Cada qual faz exatamente aquilo que tem condições de fazer, nem mais e nem menos. Cada qual se encontra num nível de evolução diferente. Respeitemo-nos e coloquemos a paciencia e a tolerância em nossa vida...

Como eu costumo dizer, se você não é capaz de ajudar uma pessoa, seja com boas palavras, seja com uma atitude ou com um simples pensamento positivo, não contribua mais para que ela caia. Não seja co-autor da infelicidade de ninguém.

E só para finalizar, ninguém precisa saber o porque de um fim de relacionamento. Tantos por quês são desnecessários, pois ninguém nunca vai achar um porque real e justo. Se alguém lhe perguntar simplesmente responda que "não deu certo", pois ninguém precisa saber as qualidades e os defeitos, vistos unicamente pela sua ótica, da outra pessoa...ninguém precisa denegrir a imagem de ninguém para se tornar superior. Se acabou, este fato interessa unica e exclusivamente ao casal. E ponto!

"Não espere uma atitude positiva para mandar boas vibrações para outra pessoa. Faça a sua parte sem esperar nada em troca!"

15 de set de 2010

LESÕES AFETIVAS

Um tipo de auxílio raramente lembrado: o respeito que devemos uns aos outros na vida particular.

Caro é o preço que pagamos pelas lesões afetivas que provocamos nos outros.

Nas ocorrências da Terra de hoje, quando se escreve e se fala tanto, em torno do amor livre e de sexo liberado, muitos poucos são os companheiros encarnados que meditam nas consequencias amargas dos votos não cumpridos.

Se habitas um corpo masculino, conforme as tarefas que te foram assinaladas, se encontraste essa ou aquela irmã que se te afinou com o modo de ser, não lhe desarticules os sentimentos, a pretexto de amá-la, se não está em condição de cumprir a própria palavra, no que tange a promessas de amor. E se moras presentemente num corpo feminino se surpreendeste esse ou aquele irmão que se harmonizou com as tuas preferências, não lhe pertubes a sensibilidade sob a desculpa de desejar-lhe a proteção, caso não estejas na posição de quem desfruta a possibilidade de honorificar os próprios compromissos.

NÃO COMECE UM ROMANCE DE CARINHO A DOIS, QUANDO NÃO POSSAS E NEM QUEIRAS MANTER-LHE A CONTINUIDADE.

O amor, sem dúvida, é lei da vida, mas não nos será lícito esquecer os suicídios e homicídios, os abortos e crimes na sombra, as retaliações e as injúrias que dilapidam ou abrasam a existência das vítimas, espoliadas do afeto que lhes nutria as forças, cujas lágrimas e aflições clamam, perante a Divina Justiça, porque ninguém no mundo pode medir a resistência de um coração quando abandonado por outro e nem sabe a qualidade das reações que virão daqueles que enlouquecem, na dor da afeição incompreendida, quando isso acontece por nossa causa.

Certamente que muitos desses delitos não estão catalogados nos estatutos da sociedade humana; entretanto, não passam despercebidos nas Leis de Deus que nos exigem, quando na condição de responsáveis, o resgaste justo.

Tangendo este assunto, lembramo-nos automaticamente de Jesus, perante a multidão e a mulher sofredora, quando afirmou, peremptório: "aquele que estiver isento de culpa, atire a primeira pedra".

Todos nós, os espíritos vinculados à evolução da Terra, estamos altamente compromissados em matéria de amor e sexo, e, em matéria de amor e sexo irresponsáveis, não podemos estranhar os estudos respeitáveis nesse sentido, porque, um dia, todos seremos chamados a examinar semelhantes realidades, especialmente as que se relacionem conosco, que podem efetivamente ser muito amargs, mas que devem ser ditas.

12 de set de 2010

CALMA PARA O ÊXITO

Em todos os passos da vida, a calma é convidada a estar presente. Aqui, é uma pessoa tresvariada, que te agride. Ali, é uma circunstância infeliz, que gera dificuldade. Acolá, é uma ameaça de insucesso na atividade programada. Adiante, é uma incompreensão urdindo males contra os teus esforços...É NECESSÁRIO TER CALMA SEMPRE. A calma é filha dileta da confiança em Deus e na Sua justiça, a expressar-se numa conduta reta que responde por uma atitude mental harmonizada.

Quando não se age com incorreção, não há por que temer-se acontecimento infeliz. A irritação, alma gêmea da instabilidade emocional, é responsável por danos, ainda não avaliados, na conduta moral e emocional da criatura. A calma inspira a melhor maneira de agir, e sabe aguardar o momento próprio para atuar, propiciando os meios para a ação correta. Não antecipa, nem retarda. Soluciona os desafios, beneficiando  aqueles que se desequilibram e sofrem.

Preserva-te em calma, aconteça o que acontecer. Aprendendo a agir com amor e misericórdia em favor do outro, o teu próximo, ou da circunstância aziaga, possuirás a calma inspiradora da paz e do êxito.

7 de set de 2010

O COMEÇO DE UMA NOVA ERA

Por muitos anos, não sei dizer ao certo quantos, busquei minha felicidade em todos os lugares e em várias pessoas. Eu acreditava piamente que só seria feliz quando tivesse minha própria casa, quando tivesse um carro, quando tivesse um namorado, quando tivesse uma roupa nova, quando tivesse amigos, quando tivesse popularidade...enfim, tudo se resumia ao TER. E onde isso me levou? Praticamente ao fundo do poço, onde mora o chupa cabras (como diria meu professor de Língua Portuguesa do cursinho). E, num belo dia, como num despertar e depois de uma graaaaaaaaaande desilusão amorosa, eu descobri que a felicidade relativa está dentro de nós. Incondicionalmente, invariavelmente, independentemente...ela está DENTRO de nós mesmos. E, então, ergueu-se um véu e eu percebi quanto tempo demorei para compreender isso; quanto tempo demorei para sair da ilusão do materialismo. Hoje vejo o mundo diferente. Meus olhos são outros, meus ouvidos são outros, minha mente é outra, meu corpo é outro, meu espírito é outro. Minha vida é outra. O que era necessidade antes, hoje se tornou algo insuportável. Hoje, o caminho que eu escolhi, me mostra diariamente que a felicidade está em ser paciente com o próximo, em ter ouvidos para aquele que quer desabafar, em ter uma palavra amiga para aquele que precisa ouvir, em ser humilde em admitir seus erros e fraquezas, em estender a mão para aquele que está abandonado, em dar um copo de água para aquele que sente sede, em dar um sorriso para aquele que só conhece lágrimas...a felicidade, hoje, para mim, esta resumida em ajudar meu próximo, em amá-lo como meu irmão, em perdoá-lo como Deus faz com seus filhos. Minha felicidade não é mais beber bebidas alcoolicas e sair carregada dos lugares, em fumar só por charme, em sair altas horas para voltar com o dia amanhacendo, em estar em barzinhos badalados, em ficar com o cara mais bonito da festa, em beijar só para não dizer que ficou sozinha...minha felicidade esta em estar com pessoas amigas, em estar em contato com a natureza, em poder dizer bom dia para o sol e boa noite para a lua, em sentir um abraço carinhoso, em beijar com amor e respeito...Alguns dirão que sou careta!Afinal, eu só tenho 26 anos!Outros vão dizer que estou no caminho certo. Me importo sim com a opinião dos outros, mas não vão ser elas que vão me levar aonde eu quero ir. Não vão ser elas que me guiarão, pois hoje meu único guia é Jesus e o meu grande mestre Deus. Tudo que parte deles é que me levarão aonde eu quero ir...Errar é humano, mas ter consciência do erro, consertá-lo e não praticá-lo novamente, é Divino.