23 de out de 2010

O JARDIM DA VIDA

A vida é um imenso jardim no qual cada um de nós semeia através de nossas próprias ações. Sendo assim, estejamos atentos a esta semeadura para que possamos distribuir e multiplicar os talentos(1) que o pai nos confiou. A semeadura é livre, porém, todos somos responsáveis pela colheita.

Aqueles que utilizaram dos seus talentos para semear(2) e propagar o bem colherá, em tempo certo, os frutos doces do amor, adquirindo forças para sua jornada. Mas, neste nosso campo fértil, nem sempre fazemos bom uso das nossas sementes, pois enterramos os nossos talentos nas algemas do orgulho e do egoísmo e estes se transformam em ervas daninhas que sufocam nossa vontade... E quais são os resultados desta colheita?  Quedas e desvios de toda sorte. “Vigiai e orai, nos advertira Jesus” (3).

Manter-se vigilantes em nossos campos! E nos momentos difíceis, elevemos nossos pensamentos em prece(4) carregando nossas usinas interiores geradoras de forças que irá nos elevar em sublimes pensamentos de paz e esperança, pois, quando a alma se eleva a esferas divinas, pouco a pouco vamos deixando de ser arrastados para os lamaçais das baixas vibrações.

Somos os trabalhadores da última hora(5) convocados a servir na vinha do senhor. Façamos, então, de nossos campos, verdadeiros mananciais de amor na certeza de que nossa colheita será farta e abençoada rendendo os frutos do evangelho de Jesus que deverá habitar na consciência dos homens de bem.
José Antonio da Cruz. Catanduva-SP – 21/10/2010


Referências:
(1)E.S.E – Capitulo XVI, Item 6 -  Parábola dos Talentos
(2)E.S.E – Capitulo XVII, Item 5 -  Parábola do Semeador
(3)Novo Testamento, Mateus Cap. 26, v41 – Marcos Cap. 14, v38
(4)E.S.E – Capitulo XXVII, Item 6 – Eficácia da Prece
(5)E.S.E – Capitulo XX, Item 1 – Os Trabalhadores da Última Hora

11 de out de 2010

A DOR...

A dor vem quando menos se espera,
e se aloja, fazendo-nos nos apedrejar,
nos lastimar, nos entregar, nos lagrimejar...

A dor pode ser fraca ou forte,
pode ser no corpo ou na alma,
pode durar alguns segundos ou uma eternidade inteira...

A dor nos domina nos momentos menos esperados,
é na saida do trabalho, é diante de uma prova,
é num momento de reflexão, é diante de um sentimento oculto...

A dor, pura e simples como água que desce das cachoreiras.
A dor, que afeta os mais profundos órgãos e desperta as mais loucas sensações...

A dor da perca, a dor da revolta, a dor do amor,
a dor da compaixão, a dor da falta, a dor da insatisfação,
a dor fisica, a dor moral, a dor espiritual...

Não importa de onde ela vem,
não importa o porque ela venha,
não importa quanto tempo ela dure...

O que importa é que ela nos faça crescer!
O que importa é que ela nos torne um ser humano melhor!
O que importa é que ela nos faça enxergar a realidade!
O que importa é que apesar de toda a dor, ainda existe um Deus que nos apoia...

9 de out de 2010

FOI DEUS QUEM FEZ VOCÊ - AMELINHA




Foi Deus que fez o céu, o rancho das estrelas
Fez também o seresteiro para conversar com elas
Fez a lua que prateia minha estrada de sorrisos
E a serpente que expulsou mais de um milhão do paraíso
Foi Deus quem fez você
Foi Deus que fez o amor
Fez nascer a eternidade num momento de carinho
Fez até o anonimato dos afetos escondidos
E a saudade dos amores que já foram destruídos
Foi Deus
Foi Deus que fez o vento
Que sopra os teus cabelos
Foi Deus quem fez o orvalho
Que molha o teu olhar, teu olhar
Foi Deus que fez as noites
E o violão pra gente
Foi Deus que fez a gente
Somente para amar, só para amar
FOI DEUS!

"Nessa passagem que é a vida terrena muitas vezes nos sentimos sós, sem rumo, sem ninguém para nos apoiar. Quantos são os dias que nos perguntamos o por quê de tanta solidão e como nos livrarmos dela. Mas também quantas foram as vezes que nos permitimos olhar ao nosso redor, sem medos e receios, e realmente enxergar as pessoas como nosso próximo, nosso companheiro, e conseguimos entregar nossos mais puros sentimentos à elas. Quantas foram as vezes que nos permitirmos nos curar dessa solidão, demonstrando tais sentimentos aos nossos próximos e permitindo que um irmão nos abraçasse.


Deus não nos abandona nunca...Deus coloca sempre pessoas em nossos caminhos para nos ajudar nas duras provas e expiações que nos propomos a enfrentar. Deus é todo amor e misericordia e nunca abandona seus filhos...


Devido ao nosso imenso materialismo, muitas vezes não conseguimos alcançar estas mãos tão misericordiosas, que nos parecem tãos distantes, e acabamos por nos perder nas batalhas da vida...encontrando somente solidão e medo pelo caminho. E nesses momentos, se abrirmos nosso coração, perceberemos que Deus coloca "alguém" no nosso caminho. Alguém realmente palpável, suscetível de erros e acertos exatamente assim como nós, alguém que tenha um carinho para dar, alguém que saiba compreender nossos defeitos e qualidades...alguém de carne e osso, exatamente como nós.


E esse alguém chega para dar uma mão amiga e um abraço carinhoso nas horas mais dificeis. Alguém que enxuga nossas lágrimas nos momentos mais tristes, e nos mais felizes também. Alguém que nos escuta e nos compreende com o coração e com a alma. Alguém que nós podemos contar sempre, seja a hora que for e o motivo que for.


E esse alguém pode estar num simples vizinho, pode ser um amigo/amiga, pode ser um namorado ou um marido, pode ser um primo ou um tio, pode ser um professor, pode ser um colega de caminhada...pode ser qualquer um com boas intenções e amor no coração.Um amor próximo do que o Pai sente por nós, um amor puro e verdadeiro, um amor de irmão, um amor regado de compaixão, humildade e simplicidade...


E essa solidão se finda quando nos permitimos deixar amar e quando abrimos os olhos das almas para tais companheiros. E essa solidão se finda quando seguramos com força e coragem a mão de nosso "anjo". E todas as serpentes, e todos os afetos escondidos, e todos os amores destruidos, e todas as dores se tornam fardos mais leves e carregáveis. E os elementos mais sutis se tornam alimentos para a nossa alma.



E nesse momento temos a certeza e podemos cantar com toda força..."foi Deus quem fez você", pois só um ser tão Supremo é capaz de tamanha compaixão com seus filhos."