20 de out de 2011

NO DIA DE HOJE...




No dia de hoje, permita-me Senhor agradecer uma vez mais pela oportunidade de me comunicar contigo e senti-Lo em meu coração. Permita-me, óh Pai, agradecer-te por esta vida terrena, pelo ar que respiro, pelo vento que bate em meu rosto, pelo sol que ilumina a minha vida, pelas estrelas que encantam o meu olhar.

No dia de hoje quero agradecer pela sua infinita bondade de permitir que eu tenha oportunidades: de cair e de levantar, de errar e de acertar, de ferir e de curar, de falar e de ouvir, de ver e ser vista, de ajudar e ser ajudada, de doar e de receber, de rir e de chorar. Quero agradecer-Te por permitir que eu erre para que eu possa evoluir com estes erros e chegar à sua perfeição.

No dia de hoje quero também agradecer pelas oportunidades benditas de trabalho, de servir a Ti e de ser instrumento de Tuas vontades. Só tenho a lhe agradecer pelas almas perdidas que buscam socorro ao meu lado, pelas almas desesperadas que encontram abrigo nos meus braços, pelas almas infelizes que conseguem minutos de sossego com as minhas palavras, pelas almas tristonhas que se achegam no meu sorriso.

No dia de hoje, Senhor, quero agradecer-Te por todos aqueles que me ofendem, me desprezam, me humilham, me ignoram, me xingam, me criticam, me julgam, pois são eles as alavancas para a minha redenção e para a prática de teus ensinamentos.

No dia de hoje quero agradecer-Te por todas as conquistas, mas especialmente por todas as percas. Ganhar é muito bom, mas é perdendo que eu consigo visualizar o meu atual estado d´alma; é perdendo que o Senhor me permite enxergar meus defeitos; é perdendo que invariavelmente busco a Ti.

No dia de hoje quero agradecer a proteção que Tu envia até a mim. Proteção visível e invisível, proteção de homens e de animas, proteção da natureza. Devido ao meu orgulho e ignorância, nem sempre permito que elas cheguem até a mim, mas sei que, sempre que meu coração estiver aberto, elas surgirão e agirão.

No dia de hoje quero agradecer por todas as tempestades, chuvas, trovões, dias sombrios e tristes, pelos momentos de pura solidão e desespero. Quero agradecer demasiadamente por estes dias, porque foram neles que eu consegui me superar, consegui me ver interiormente, consegui perceber as minhas reais necessidades e consegui vencer o pior de todos os meus inimigos: a minha consciência!

No dia de hoje quero agradecê-Lo pelo pouco dinheiro que tenho, mas que é suficiente para que eu acaricie outros bolsos com pão, água, roupas, sapatos. É pouco Senhor, eu confesso, mas é este pouco que me ensina a viver com o necessário sem me perder no supérfluo.

No dia de hoje quero agradecer pelo meu corpo imperfeito; corpo este que não agrada muito os olhos humanos e que não tem formas esculturais, mas que me leva onde eu quero ir, que me permitir estar onde eu necessito, que me suporta nas inúmeras dores carnais.

No dia de hoje quero agradecer pelas roupas que me vestem e pelos sapatos que me calçam. Não estão todos na moda, nem são caros e de marcas, e nem são tantos assim. Mas, eles não permitem que meu corpo sinta frio ou calor ou que meus pés queimem no asfalto.

No dia de hoje quero agradecê-Lo pela minha humilde casa, que está com a pintura feia, que o piso está velho, que ficaria mais bonita com portas e janelas novas, mas que me abriga do sol, do vento, da chuva.

No dia de hoje quero agradecer a Ti, inclusive, pelos meus pais. Pais estes que inúmeras vezes me irritaram, foram contra, brigaram, me chatearam, pegaram no meu pé, foram chatos, mas que, na pior das hipóteses, permitiram que eu estivesse aqui hoje escrevendo, e isso basta. Pais estes que não deram tudo que eu quis, mas sim tudo de que eu precisava.

No dia de hoje quero agradecer pela profissão que tenho, que não satisfaz o meu bolso, mas satisfaz a minha alma. Agradecer por todas as vezes que eu precisei contar até um milhão diante de uma birra de criança, que precisei ignorar uma palavra feia, que corrigi uma agressão. São estas “criaturinhas" divinas que me ensinam a amar verdadeiramente, a perdoar integralmente e a se entregar invariavelmente.

No dia de hoje quero também assumir as minhas fraquezas e dizer a Ti meu Pai que sem você eu nada conseguirei, eu nada poderei, eu nada alcançarei. Dizer-Te da minha pequenez, da minha ignorância, das minhas falhas, dos meus defeitos, dos meus vícios. Dizer-Te do quanto eu erro comigo e com as pessoas, do quanto eu julgo. Eu assumo neste momento, Senhor, que eu não sou melhor do que ninguém, mas que com Você ao meu lado, eu poderei ser melhor comigo mesmo e com o mundo.

No dia de hoje quero lhe pedir Senhor: forças para continuar lutando nas provas que tenho vivido, sabedoria para continuar compreendendo as diferenças, fé para não me perder, esperança para não desistir, dignidade para não me deixar cair, perdão pelas falhas que cometo a todos os momentos. Peço que as Suas mãos cequem as minhas lágrimas e aliviem o meu cansaço. Mas peço, acima de tudo, amor, pois é ele que me guia, me orienta, me fortalece, me enriquece e é o mestre de todas as virtudes. É o amor, o Seu amor Senhor, que permite que eu não caia novamente nos vícios. É o Seu amor que me eleva. E é o Seu amor que vai permanecer em minha vida.

Já perdi muito tempo da minha vida esperando o momento certo de lhe dizer isso Senhor. Perdi tantas oportunidades reclamando, esbravejando, criticando... que hoje eu decidi por simplesmente dizer: OBRIGADA SENHOR! Tu sabes o que faz na minha vida, Tu sabes o que é melhor para mim, Tu sabes das minhas necessidades, Tu me conhece melhor do que ninguém... E eu aceito tudo que vem de Ti!

No dia de hoje, e se eu tiver força e perseverança, no dia de amanhã, e no depois, e no depois, eu só quero lhe agradecer por tudo que tenho, por tudo que sou, por tudo que estou!

E você, no dia de hoje já agradeceu a Deus por todas as maravilhas que Ele lhe dá constantemente ou ainda vai perder tempo questionando-O pelo o que você não tem?

VIVIANE VASQUES
12-10-2011

2 comentários: