19 de set de 2010

NUM FINAL DE RELACIONAMENTO, A MELHOR FORMA DE DEFESA NÃO É O ATAQUE!

No post anterior eu coloquei uma mensagem linda (ao meus ver) sobre lesões afetivas. Hoje quero escrever um pouquinho de um tema relacionado a este assunto sobre a minha ótica...

Nenhum final de relacionamento é fácil. Seja o relacionamento de um dia, seja de um mês, seja de 10 anos. E na maior parte das vezes o que observamos são os ataques constantes um contra o outro. É a ciclana falando que o fulano fez isso, aquilo, aquilo e aquilo outro. É o fulano falando que a ciclana fez isso, aquilo, aquilo e mais aquilo outro. E também ambos deixaram de fazer algo. Destaca-se somente os problemas e os defeitos de cada um e do relacionamento. E a cada ataque um novo ataque disfarçado de defesa.

Englobariamos aqui os ataques, e defesas, através de palavras, atitudes, pensamentos e sentimentos, sendo que todos, invariavelmente, se encaixam na corrente de más vibrações...

Para tanto, colocamos uma situação hipotetica: Maria namorou João e depois de algum tempo viu que não deu certo e se separaram. Isso é absolutamente normal nos dias hoje, apesar de eu não considerar isso uma coisa boa (como está escrito no post anterior, não comece um relacionamento a dois se você não tem a intenção de continuar). Até então, era meu amor para cá, meu benzinho para lá, te gosto daqui, te quero para lá. Mas foi só a "coisa" terminar que tudo mudou...e aquela sintonia e aquela troca de bons fluidos evapora.

E o meu amor se torna a galinha. E o benzinho se torna o canalha. E o eu te gosto e te quero, se tornam suma da minha vida!E começa o ataque de um lado, ataque do outro, ataque novamente e assim sucessivamente até que...até que um dos dois desista, até que um dos dois cometa um ato mais sério, até que um consiga destruir a vida do outro e assim por muitos e muitos fatos. E ambos dizendo que estão apenas de defendendo...

Agora vejamos por outro lado, mais dificil, sem dúvida nenhuma, mas bem menos doloroso para ambos...Se o benzinho te chamou de galinha, procure entender os motivos dele ter pensado isso de você. Talvez a magoa dele de nao estar com você seja tanta, que a única forma de expressar isso é falando tal palavra. Se o amor te chamou de canalha, perdoe-a, pois talvez ela possa ter visto um sonho se desmorar e não sabe ter outra atitude a não ser xingar...

Mas, se cada qual fizer o mínimo para não atacar o outro, por maior que seja a dor, por maior que seja a mágoa, por maior que seja a raiva, por maior que seja a desilusão, estaremos dando um grande passo na nossa própria evolução. A Lei de talião (olho por olho, dente por dente) pregada por Moisés (diga-se de passagem que para dominar seres humanos mais ignorantes) já não existe mais e o que Jesus prega é que amemos uns aos outros como a nós mesmos...e eu acrescento: respeitemos uns aos outros como a  nós mesmos.

Se num final de relacionamento cada qual tiver resignação e souber aprender com a própria dor e a situação em si, sem agredir e nem maldizer seu antigo parceiro, estaremos  seguindo os ensinamentos de Jesus e estaremos, com toda certeza desse mundo, numa paz relativa e inabalável. Procure guardar as coisas de bom que aconteceram entre o casal. Guarde os momentos de alegria e prazer, guarde os bons carinhos, guarde as palavras bonitas...e jogue no lixo o que é do lixo!

Lembre-se sempre, cada qual enxerga com os olhos que tem. Cada qual faz exatamente aquilo que tem condições de fazer, nem mais e nem menos. Cada qual se encontra num nível de evolução diferente. Respeitemo-nos e coloquemos a paciencia e a tolerância em nossa vida...

Como eu costumo dizer, se você não é capaz de ajudar uma pessoa, seja com boas palavras, seja com uma atitude ou com um simples pensamento positivo, não contribua mais para que ela caia. Não seja co-autor da infelicidade de ninguém.

E só para finalizar, ninguém precisa saber o porque de um fim de relacionamento. Tantos por quês são desnecessários, pois ninguém nunca vai achar um porque real e justo. Se alguém lhe perguntar simplesmente responda que "não deu certo", pois ninguém precisa saber as qualidades e os defeitos, vistos unicamente pela sua ótica, da outra pessoa...ninguém precisa denegrir a imagem de ninguém para se tornar superior. Se acabou, este fato interessa unica e exclusivamente ao casal. E ponto!

"Não espere uma atitude positiva para mandar boas vibrações para outra pessoa. Faça a sua parte sem esperar nada em troca!"

Nenhum comentário:

Postar um comentário